XIX - O Sol

Atualizado: Set 14

por Júlia Gonçalves

Crip Camp, documentário do Netflix (2020)



Encontrar o sentido através do caos, acender a luz. O sol emite luz própria, direciona as plantas, nos nutre direta e indiretamente. É sobre ser o centro do universo, em sua arrogância e sua responsabilidade.


Essa semana vi Crip Camp, um documentário sobre um acampamento hippie nos anos 60 pra deficientes e como isso mudou a história do mundo. Unir jovens que eram tratados pela sociedade como aberrações, pessoas “inconvenientes para o comércio pois espantam os clientes”, num contexto em que se viam como iguais e puderam exercer livremente sua juventude, explorar seus desejos, foi o suficiente pra criar ali mentes revolucionárias. Deixar rir, dançar, cantar em grupo, jogar futebol na grama, namorar também tem seu lugar em criar a sensação de capacidade, constrói força de dentro pra fora.


Aprender a gostar de si e se ver como parte de algo maior criou personagens históricos como Judy Heumann, nome fundamental na luta dos direitos civís pelas pessoas com necessidades especiais nos Estados Unidos. Ali aprendi muito sobre o arcano 19. Tem no Netflix, vejam.


Carta quente, ilumina o caminho. A vitalidade mora nesse arcano. Somos todos gratos ao sol, logo, a gratidão também. É livre, confiante, expansivo: o sol não duvida de si. Deixa clara toda a verdade, onde o sol toca não há sombra, certo? O sol é o amor em liberdade: “ame-o e deixe-o brincar; correr; amar; ir aonde quiser”.


O sol tambem fala sobre ego, daí a má fama dos leoninos, regidos por ele. Porem o ego atrapalha quando a gente não sabe domar e cai na famosa armadilha. É possível ter um ego grande e usa-lo pra levantar quem tá embaixo, mas pra isso é preciso generosidade, outro aspecto do arcano 19: um é fundamental pro equilíbrio do outro. Do que adianta tanta confiança em si se não trocamos? Estabelecer o próprio reino de um rei só não nos serve de nada, só alimenta um vicio vaidoso.


Repito: o Sol confia, crê. Que falta ele tem me feito na quarentena, não bate aqui em casa. Minha casa cada dia mais dionísica, cada vez menos apolínea. Gosto de pensar minhas próprias psicomagias com o tarot. Ontem notei que esqueci o sol, então hoje levei o arcano 19 comigo no play do prédio pra pegar meia horinha de sol. Foi bom levar o Sol pra passear.


O sol há de brilhar mais uma vez

A luz há de voltar aos corações

Do mal será queimada a semente

O amor será eterno novamente.

(Juízo final - Nelson Cavaquinho)

71 visualizações