Estamos na defensiva? Marte em áries

Atualizado: Set 14

por Kya Mesquita




Trecho do documentário "Guerras do Brasil" (Netflix)





ALÔ ALÔ MARCIANO, aqui quem fala é da Terra, como lidar com a energia da defesa e da sobrevivência em tempos de queda?


A segunda metade do ano tem uma marca de pressa, de luta mas também de combate. Todos os movimentos astrológicos de maior influência temporal ~significantes para tudo o que estamos atravessando em 2020~ recebem uma voltagem mais potente a partir do momento em que Marte, planeta da LUTA e da pressa passa por eles.


Quem conhece alguém que nasceu com Marte em Áries no céu, deve imaginar que o ímpeto e a vontade de resolver o que precisa ‘pra ontem’ dessa pessoa, será incorporado no nosso corpo coletivo humano nos próximos 6 meses. Imagine que os trânsitos astrológicos são um grande grupo de Whatsapp, cada planeta, cada conversa gera um significado e movimento pra todos:


O Trio do Tempo e do Trauma - Júpiter, Saturno e Plutão - estão em Capricórnio gerando conflitos e alterações urgentes com as estruturas e pilares da nossa montanha social, e óbviamente já percebemos que para todos os problemas e questões atuais será necessário muita responsabilidade, paciência e trabalho a LONGO PRAZO. Mas aí, Marte em Áries entra no grupo e começa a provocar uma atitude imediata nesses planos Capricornianos de ‘construção de um novo mundo’ (já que o antigo parece estar caindo). Áries não mede as consequências de atitudes impensadas, pois ele está conectado a energia da SOBREVIVÊNCIA, da defesa de tudo o que ameaça sua individualidade ou suas ações. Então podemos interpretar que sem a percepção coletiva e responsável do Trio, não dá pra entrar nessa conversa como Marte em Áries, todo cheio de desejos e imediatismos individuais, ou melhor: todo pistola.


Saindo do exemplo, como separar a ASSERTIVIDADE e luta de Marte em Áries da VIOLÊNCIA ou IMPULSIVIDADE irracional? Essa é uma resposta complexa, muitas vezes nos ferimos com o ritmo de quem fala sobre questões urgentes, pois obviamente essas pessoas podem não estar calmas. Mas será que todas as pessoas que gritam estão erradas numa discussão? Depende da discussão, depende da pessoa é claro.


Estamos na defensiva? Talvez, devemos entender se de acordo com os fatos materiais e concretos existe um ataque, um ofensor, se existe, faz sentido a defensiva, se não existe, não faz.


Podemos tentar perceber se é uma luta autocentrada: “Foda-se, minha vida é uma só, meus planos, minhas vontades, minha ‘liberdade” ou se estamos diante de uma luta genuína, que além de conquistar vitórias para nós também libera o sofrimento de mais pessoas e não inclui somente a visão pessoal. Isso porque Áries traz uma energia de jovialidade, ou como chamamos de onde eu vim ‘o famoso juvenil’ na hora de se decidir. É uma linha tênue, mas também é muito fácil perceber quais impulsos devemos fomentar e quais devemos podar, observar, cuidar pra não ir pra direção errônea.


Não somos todos um nessa Terra, podemos idealizar e inspirar que somos, seremos (?), mas não somos atualmente e o ciclo de aspectos e relações de Marte em Áries nessa segunda metado do ano requer atitudes e iniciativas para reparar os danos e lidar com o que precisa ser feito e não mais esperado. Do ponto de vista de quem está sendo realmente afetado por estruturas maiores, ou pelo peso do Tempo, a hora é agora, 6 meses para plantar impulsos que mexa no que está quieto ou sendo ‘adiado’.


O problema é que esse papo de pressa, agitação e provocação, ode primeiramente fazer alguns acreditarem no anseio ilusório de volta a normalidade, causando um rebuliço de irresponsabilidades e consequências históricas. Em segunda instância, também pode representar o mais tradicional significado desse trânsito, uma guerra, violência disparada e intenções impensadas, quase que ‘acidentais’.


Mas falando agora sobre a Terra, e não sobre o céu, como já disse o grande Ailton Krakek quando foi que não estivemos em Guerra? Pelo menos aqui no Brasil, guerra não é só guerra bélica, civil entre nações, estados, a necropolítica faz parte de uma guerra, o genocídio indígena, preto, a desigualdade social é uma guerra, onde só um lado dos ‘Generais’ são considerados.


“Guerras do Brasil — DOC” (Netflix) lançado no dia 19 de Abril de 2019 (o ano de Marte para a Astrologia) é um documentário compacto de resumo histórico que no meu olhar simbolico de Astróloga, representam Câncer e Capricórnio, e se alinham ao significado do ciclo de Marte de 2020, assistam para entender todas as seguintes revoltas e as anteriores.






Nota da astróloga: Lembre-se sempre que uma interpretação astrológica não deve te ‘induzir’ a nenhum fatalismo e nem justificativa para ‘certezas’, use-a se ela for te ajudar a encontrar uma nova observação ao seu caminho (vida), não é necessário criar o pensamento de ‘destino’ e nem de ‘oraculo’ todas as vezes, isso pode criar egoismo e obsessão materialista espiritual — sem que você perceba. Não há “acreditar” ou “não acreditar” quando se trata de observação e símbolos.


136 visualizações